RELAÇÃO ENTRE O TAMANHO DA FAMÍLIA E A FORMAÇÃO SUPERIOR DOS BRASILEIROS

Elisa Nolasco Pedrosa, Evandro Camargos Teixeira

Resumo


A promoção da educação, como forma de investimento em capital humano, é imprescindível para a absorção de conhecimento e tecnologia, o que pode proporcionar desenvolvimento econômico. Diante disso, uma crescente demanda pelo ensino superior vem sendo observada, o que mostra reconhecimento por parte da população a respeito da importância da educação. O acesso à educação superior está relacionado, dentre outros fatores, com os recursos de que as famílias dispõem para o investimento em educação dos filhos. Assim, famílias menores tendem a apresentar renda per capita maior e consequentemente possibilidades mais elevadas de adquirir educação de qualidade para seus filhos. Dessa forma, este estudo tem como principal objetivo avaliar a relação entre o tamanho das famílias com o ingresso no ensino superior dos filhos para o ano de 2014, tendo como base os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os resultados apontam que um membro a mais na família reduz a probabilidade do filho obter formação superior incompleta ou completa. Diante disso, este estudo contribui para a elaboração de políticas públicas que visem à garantia de educação para a população brasileira, levando em consideração que famílias maiores detêm menores recursos para o investimento em educação superior.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN (impresso): 1981-3953

ISSN (eletrônico): 2447-7990


A Revista Brasileira de Estudos Regionais e Urbanos (RBERU) encontra-se em processo de ajuste para atender todos os requisitos da Scielo para indexação.

 

Indexadores & Repositórios:

        

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia