DETECÇÃO DE CLUSTERS NO MICROCRÉDITO EM GOIÂNIA

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Felipe Resende Oliveira
Tatiane Almeida de Menezes

Resumo

O presente trabalho busca identificar aglomerados espaciais nos empréstimos realizados pelo Banco do Povo de Goiânia. Além disso, o trabalho visa captar a presença da aglomeração espacial dos indivíduos inadimplentes. A base de dados utilizada foi obtida pelo Banco do Povo de Goiânia e compreende o período de 2005 a 2010. O estudo se baseia nos modelos de difusão da informação. A metodologia utilizada para detecção de clusters espacial é o modelo Scan Statistics, no qual as distribuições de probabilidade associadas aos dados em aleatoriedade espacial são as distribuições de Poisson e Bernoulli. Os resultados indicam a existência de cluster para os empreendedores. Quando analisamos os clientes inadimplentes há 30 dias ou mais, o método indica que os clientes estão distribuídos aleatoriamente no município de Goiânia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
RESENDE OLIVEIRA, F.; ALMEIDA DE MENEZES, T. DETECÇÃO DE CLUSTERS NO MICROCRÉDITO EM GOIÂNIA. Revista Brasileira de Estudos Regionais e Urbanos, v. 9, n. 2, p. 228-242, 17 jun. 2016.
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Felipe Resende Oliveira, Mestre em Economia pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE-PIMES) e doutorando pela mesma instituição. Endereço: Av. dos Economistas, s/n Cidade Universitária 50670901 - Recife, PE – Brasil. E-mail: felipexresende@gmail.com Fone: (81) 9656-0510.

UFPE

Tatiane Almeida de Menezes, UFPE

Doutora pela Universidade de São Paulo. Professora da Universidade Federal de Pernambuco. Endereço: Av. dos Economistas, s/n Cidade Universitária 50670901 - Recife, PE – Brasil.

E-mail: tatianedemenezes@gmail.com Fone: (81) 9978-5402.