INDÚSTRIA DE TRANSFORMAÇÃO NA GERAÇÃO DE PRODUTO E RENDA DE MATO GROSSO DO SUL: UMA APLICAÇÃO DA MATRIZ DE CONTABILIDADE SOCIAL

Giovani William Gianetti, Adriano Marcos Rodrigues Figueiredo

Resumo


Esta pesquisa analisa a participação da indústria de transformação na geração de produto e renda de Mato Grosso do Sul utilizando-se uma Matriz de Contabilidade Social (MCS) estadual para o ano de 2010. Calcularam-se os multiplicadores contábeis de produto e renda, e analisaram-se os principais setores desta economia. Os resultados indicam que a indústria de transformação, incluindo a agroindústria, apresenta elevadas interligações setoriais, majoritariamente do setor de alimentos e bebidas. Os maiores multiplicadores de PIB e renda são do setor de serviços, ambos referentes às atividades imobiliárias e aluguéis.  No entanto, o setor da pecuária e pesca figura em décimo maior multiplicador de PIB e oitavo de renda, devido às inter-relações com o setor de alimentos e bebidas e a presença em extensa área estadual. Existe concentração na participação na produção e nas exportações derivadas do setor agropecuário e das indústrias de transformação (por meio das agroindústrias). Ao analisar a correlação do posto dos setores de atividade na participação na produção, importação, exportação e multiplicadores, verifica-se que os setores que possuem os melhores multiplicadores nem sempre são os mais participativos na economia local.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN (impresso): 1981-3953

ISSN (eletrônico): 2447-7990


A Revista Brasileira de Estudos Regionais e Urbanos (RBERU) encontra-se em processo de ajuste para atender todos os requisitos da Scielo para indexação.

 

Indexadores & Repositórios:

        

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia