COMPARANDO AS FONTES DE REDUÇÃO DA POBREZA ENTRE O NORDESTE E SUDESTE DO BRASIL DE 1995 A 2005

Flavio Ataliba Barreto, Joao Mario Franca, Carlos Alberto Manso

Resumo


Com a estabilização da economia brasileira após a implantação do Plano-Real, assistiu-se a uma tendência de queda acentuada nas taxas de pobreza nos diversos estados brasileiros. Entretanto, a magnitude dessas reduções ocorreu de forma dife-renciada entre eles, especialmente quando se compara o movimento ocorrido entre os estados do nordeste  vis-à-vis ao do sudeste do país. As políticas que possam ser responsáveis por tais alterações são normalmente relacionadas àquelas que promovam o crescimento da renda e/ou redução da desigualdade. Assim, utilizando a metodolo-gia de decomposição das fontes de “crescimento pró-pobre” apresentada em Kraay (2004), este artigo examina a importância de cada fonte para os estados nessas regiões entre 1995 e 2005. Um dos resultados mais importantes verificados foi que no Nor-deste, o crescimento da renda tem sido relativamente mais importante que a redução da desigualdade. Por outro lado, no Sudeste, o componente desigualdade ganha mais importância quando comparado ao Nordeste.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN (impresso): 1981-3953

ISSN (eletrônico): 2447-7990


A Revista Brasileira de Estudos Regionais e Urbanos (RBERU) encontra-se em processo de ajuste para atender todos os requisitos da Scielo para indexação.

 

Indexadores & Repositórios:

        

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia