Desigualdade e desenvolvimento: revisitando a hipótese de Kuznets após a redução da desigualdade nos municípios brasileiros

Main Article Content

Gian Paulo Soave
Fábio Augusto Reis Gomes
Fernando Barros Junior

Resumo

Considerando a Curva de Kuznets, investigamos a relação entre a renda e a desigualdade de renda nos municípios brasileiros. Para tanto, utilizamos dados de 1991, 2000 e 2010 e estimadores que acomodam o espaçamento desigual entre esses anos. Outras importantes contribuições deste trabalho são: o uso de diversas medidas de desigualdade e a implementação de diferentes especificações econométricas, incluindo o polinômio do quarto grau que é mais flexível do que as formas funcionais usuais. Os resultados iniciais indicam que há uma evidência a favor da Curva de Kuznets para os índices de Gini e L de Theil, mas tal evidência desaparece ao empregarmos o polinômio do quarto grau. Para outras medidas de desigualdade – razões entre a renda dos mais ricos e dos mais pobres –não há evidência a favor da hipótese da Curva de Kuznets. Portanto, de um modo geral, a evidência não é favorável a Curva de Kuznets.


 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
SOAVE, G. P.; GOMES, F. A. R.; BARROS JUNIOR, F. Desigualdade e desenvolvimento: revisitando a hipótese de Kuznets após a redução da desigualdade nos municípios brasileiros. Revista Brasileira de Estudos Regionais e Urbanos, v. 13, n. 4, p. 581-605, 6 out. 2020.
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Gian Paulo Soave, Departamento de Economia, Universidade Federal da Bahia (UFBA)

Departamento de Economia, Universidade Federal da Bahia (UFBA)

Fábio Augusto Reis Gomes, Departamento de Economia, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto (FEARP), Universidade de São Paulo (USP)

Departamento de Economia, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto (FEARP), Universidade de São Paulo (USP)

Fernando Barros Junior, Departamento de Economia, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto (FEARP), Universidade de São Paulo (USP)

Departamento de Economia, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto (FEARP), Universidade de São Paulo (USP)