Desempenho Produtivo e Padrões de Localização Industrial no Norte do Brasil

Autores

DOI:

https://doi.org/10.54766/rberu.v15i2.750

Palavras-chave:

Localização industrial, Índice de aglomeração e coaglomeração

Resumo

Em meio as transformações regressivas ocorridas na indústria brasileira, o artigo analisa como esse processo tem afetado o desempenho produtivo e a configuração espacial da estrutura industrial no Norte do Brasil. Para tanto, coeficientes de aglomeração e coaglomeração usualmente empregados na literatura sobre geografia econômica e localização industrial foram examinados no período 2007-2017. Em linhas gerais, atividades geograficamente mais concentradas, obtiveram melhores performances em termos de produtividade do trabalho. Mas, a forte heterogeneidade estrutural compromete a performance mesmo entre setores com padrões tecnológicos semelhantes. Além disso, indústrias de commodities minerais que já exerciam forte influencia na estrutura produtiva regional, estão crescendo rapidamente. Quadro diferente é observado entre os fabricantes de bens de capital e duráveis, cujo crescimento lento, condiz com modesta evolução nas conexões intersetoriais locais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

André Luiz Ferreira e Silva, Universidade Federal do Pará, Belém, Brasil

 Professor Adjunto I do Instituto de Ciências Sociais Aplicadas da Universidade Federal do Pará

Marcelo Bentes Diniz, Universidade Federal do Pará, Belém, Brasil

Professor Associado do Programa de Pós-Graduação em Economia da Universidade Federal do Pará (PPGE/UFPA)

Downloads

Publicado

2022-02-25

Como Citar

SILVA, A. L. F. e .; DINIZ, M. B. Desempenho Produtivo e Padrões de Localização Industrial no Norte do Brasil. Revista Brasileira de Estudos Regionais e Urbanos, [S. l.], v. 15, n. 2, p. 247–274, 2022. DOI: 10.54766/rberu.v15i2.750. Disponível em: https://revistaaber.org.br/rberu/article/view/750. Acesso em: 3 jul. 2022.
Share |