Mobilidade Intergeracional Educacional no Brasil: Uma Análise Comparativa dos Anos de 1996 e 2014

Autores

  • Adriano Firmino V. de Araújo Araújo Departamento de Economia - Universidade Federal da Paraíba
  • José Luis da S. Netto Jr. Departamento de Economia - Universidade Federal da Paraíba https://orcid.org/0000-0003-0830-209X
  • Liedje Bettizaide Oliveira de Siqueira Departamento de Economia - Universidade Federal da Paraíba https://orcid.org/0000-0002-3673-823X

DOI:

https://doi.org/10.54766/rberu.v16i1.821

Palavras-chave:

Mobilidade Intergeracional, Capital Humano, Desigualdade

Resumo

A transmissão intergeracional da educação tem um papel importante sobre a desigualdade de renda. O presente estudo busca analisar comparativamente as mobilidades intergeracionais educacionais nos anos de 1996 e 2014. Para tanto fez uso do suplemento de mobilidade educacional da Pesquisa Nacional de Amostra por Domicílios presente para os anos citados. Os resultados sugerem que houve um aumento no grau de mobilidade intergeracional educacional caracterizado por uma redução da persistência educacional dos pais menos letrados e aumento da persistência dos pais com mais escolaridade. Filhos corresidentes apresentaram uma maior dinâmica educacional comparado a dos emancipados. Famílias residentes em áreas rurais e na Região Nordeste apresentaram uma menor mobilidade educacional e as mulheres apresentaram uma maior mobilidade educacional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2023-02-17

Como Citar

FIRMINO V. DE ARAÚJO ARAÚJO, A.; LUIS DA S. NETTO JR., J. .; BETTIZAIDE OLIVEIRA DE SIQUEIRA, L. Mobilidade Intergeracional Educacional no Brasil: Uma Análise Comparativa dos Anos de 1996 e 2014. Revista Brasileira de Estudos Regionais e Urbanos, [S. l.], v. 16, n. 1, p. 91–112, 2023. DOI: 10.54766/rberu.v16i1.821. Disponível em: https://revistaaber.org.br/rberu/article/view/821. Acesso em: 17 jul. 2024.
Share |