Sugar-sweetened beverages tax and obesity: Simulation of economic impacts from input-output analysis for Brazil

Autores

  • Larissa Cardoso Universidade Federal de Goiás - UFG https://orcid.org/0000-0001-8835-5305
  • Giácomo Balbinotto Neto Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS
  • Flaviane Souza Santiago Universidade Federal de Juiz de Fora - UFJF
  • Kênia Barreiro de Souza Universidade Federal do Paraná - UFPR
  • Rafael Morais de Souza Universidade Federal de Juiz de Fora - UFJF

DOI:

https://doi.org/10.54766/rberu.v16i2.847

Palavras-chave:

Bebidas adoçadas com açúcar , Imposto, Insumo-produto

Resumo

Dado o crescente interesse pela taxação de bebidas açucaradas, o objetivo deste estudo é estimar os efeitos de um aumento na tributação destas bebidas sobre a economia brasileira, com enfoque no impacto sobre o consumo das famílias, produção, emprego e receitas tributárias do governo. Para identificar esses efeitos, considerou-se os encadeamentos do setor de bebidas açucaradas na economia por meio do cálculo das ligações para frente (FL) e para trás (BL) a partir dos dados da matriz insumo-produto do Brasil. Adicionalmente, os efeitos sobre as variáveis macroeconômicas foram estimados a partir de dois cenários de simulação considerando o modelo de preços Leontief incorporando a desagregação do vetor consumo das famílias por decil de renda. No primeiro cenário, estimou-se o efeito de um aumento de 10% no custo de produção do SSB devido a um aumento de impostos. Os resultados mostram que um aumento de imposto aplicado à indústria de bebidas açucaradas atinge o efeito esperado de reduzir o consumo doméstico desse produto e gera um leve impacto negativo na economia. A análise distributiva mostra que o imposto é claramente progressivo ao longo da decisão, quando medido pela variação compensatória. Na segunda simulação, além do aumento tributário, pressupõe-se que toda a receita gerada é investida na saúde pública. Nesse cenário, os efeitos positivos sobre o emprego compensam a carga tributária trazendo efeitos agregados positivos sobre o emprego, apesar dos efeitos ligeiramente negativos sobre a produção..

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Giácomo Balbinotto Neto, Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS

Possui graduação em Ciências Econômicas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1985), mestrado em Economia pelo Instituto de Estudos e Pesquisas Econômicas (1990) e doutorado em Economia pela Universidade de São Paulo (2000). Atualmente é Professor Associado IV da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e pesquisador do IATS/UFRGS

Flaviane Souza Santiago, Universidade Federal de Juiz de Fora - UFJF

Possui Graduação em Ciências Econômicas pela Universidade Estadual de Montes Claros (2006), Mestrado em Economia Aplicada pela Universidade Federal de Juiz de Fora (2009) e Doutorado em Economia pela Universidade Federal de Minas Gerais (2014), com Doutorado-sanduíche na Universidade de Illinois Urbana-Champaign (2012-2013). Atualmente é professora Adjunta da Universidade Federal de Juiz de Fora e pesquisadora do Laboratório de Análises Territoriais e Setoriais (LATES/UFJF). Tem experiência na área de Economia, atuando principalmente nos seguintes temas: microeconometria, insumo-produto, modelos de equilíbrio geral computável (EGC), envelhecimento populacional e economia da saúde.

Kênia Barreiro de Souza, Universidade Federal do Paraná - UFPR

Possui graduação em Ciências Econômicas pela Universidade Federal de Juiz de Fora (2008), mestrado em Economia Aplicada pela Universidade Federal de Juiz de Fora (2010) e doutorado em Economia pela Universidade Federal de Minas Gerais (2015). Atualmente é professora adjunta no Departamento de Economia da Universidade Federal do Paraná e Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Econômico da mesma universidade. Tem experiência na área de Economia, atuando principalmente nos seguintes temas: equilíbrio geral computável, insumo-produto, gênero, economia social e do trabalho.

Rafael Morais de Souza , Universidade Federal de Juiz de Fora - UFJF

Possui graduação em Ciências Econômicas e mestrado em Economia Aplicada, ambos pela Universidade Federal de Juiz de Fora. É doutor em Engenharia Elétrica (Métodos de Apoio à Decisão) pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Tem experiência na área de economia, com ênfase em economia aplicada e na área de análise e previsão de séries temporais, atuando principalmente com teoria wavelets, singular spectrum analisys e modelagem híbrida para a previsão de séries temporais. Professor Adjunto da Faculdade de Economia da Universidade Federal de Juiz de Fora.

Downloads

Publicado

2023-04-27

Como Citar

CARDOSO, L.; BALBINOTTO NETO, G.; SOUZA SANTIAGO, F. .; BARREIRO DE SOUZA, K.; MORAIS DE SOUZA , R. . Sugar-sweetened beverages tax and obesity: Simulation of economic impacts from input-output analysis for Brazil. Revista Brasileira de Estudos Regionais e Urbanos, [S. l.], v. 16, n. 2, p. 162–183, 2023. DOI: 10.54766/rberu.v16i2.847. Disponível em: https://revistaaber.org.br/rberu/article/view/847. Acesso em: 22 maio. 2024.
Share |