DESINDUSTRIALIZAÇÃO E MUDANÇA ESTRUTURAL NA REGIÃO SUDESTE: UM ESTUDO COMPARADO

Wallace Marcelino Pereira, Silvio Antonio Ferraz Cario

Resumo


O presente trabalho tem por objetivo avaliar as especificidades da mudança estrutural em três estados da região Sudeste – São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais – visando contribuir para o debate sobre a desindustrialização no Brasil entre os anos de 1996 e 2013. Para tanto, resgatam-se os estudos empírico-analíticos acerca da mudança estrutural na indústria brasileira. Utilizaram-se indicadores tradicionais de estudo sobre desindustrialização para os estados federativos selecionados por intensidade tecnológica. Contribui-se para a literatura sobre o tema ao utilizar o Índice de Desindustrialização Relativa Regional – DRR, visando mitigar os problemas relacionados à variação do câmbio que afetam a razão VTI/VBPI. Constatou-se a existência de um processo de desindustrialização relativa com impactos distintos na estrutura industrial de cada estado analisado. Apesar disso, os estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais têm avançado, em níveis diferenciados, ainda que lentamente, de uma indústria de baixa intensidade tecnológica para uma indústria de média baixa e média alta intensidades tecnológicas.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 1981-3953 & 2447-7990


A Revista Brasileira de Estudos Regionais e Urbanos (RBERU) encontra-se em processo de ajuste para atender todos os requisitos da Scielo para indexação.

 

Indexadores & Repositórios:

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia