Sofisticação das exportações, crescimento econômico e convergência de renda nos estados brasileiros entre 2016 e 2019

Main Article Content

Thiago Fernandes Ladeira
Leonardo Chaves Borges Cardoso

Resumo

O presente trabalho propõe analisar a dinâmica da renda real média por trabalhador dos estados brasileiros conjuntamente com a evolução de determinantes do crescimento econômico selecionados, com destaque para o papel da sofisticação produtiva, a fim de investigar as hipóteses de convergência de renda e efeito positivo da sofisticação para o crescimento. Para tanto, a mensuração de indicadores de sofisticação das exportações estaduais brasileiras e a sua utilização em equações de crescimento econômico e convergência de renda servirão aos objetivos propostos. Utilizando métodos de econometria espacial, os resultados apontaram para a existência de processo de convergência de renda quando controlado para outros fatores de determinação do crescimento do produto, além da renda inicial. Com uma velocidade de convergência de renda relativamente baixa, cujo período de meia-vida não excede sete décadas, o referido processo tem permitido reduzir apenas lentamente as disparidades sociais e econômicas entre os estados brasileiros. Adicionalmente, as medidas de sofisticação das exportações utilizadas no trabalho mostraram-se estatisticamente significantes e com o sinal esperado, implicando em efeito positivo da sofisticação dos produtos exportados por cada estado para a sua respectiva taxa de crescimento da renda média por trabalhador.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
LADEIRA, T. F.; CARDOSO, L. C. B. Sofisticação das exportações, crescimento econômico e convergência de renda nos estados brasileiros entre 2016 e 2019. Revista Brasileira de Estudos Regionais e Urbanos, v. 13, n. 4, p. 537-560, 6 out. 2020.
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Thiago Fernandes Ladeira, Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais

Mestre em Economia Aplicada. Pesquisador Vinculado à Epamig.

Leonardo Chaves Borges Cardoso, Universidade Federal de Viçosa

Professor do Departamento de Economia Rural

Referências

Referências bibliográficas

ALMEIDA, E. Econometria espacial aplicada. Editora Alínea, Campinas, São Paulo, 2012. 498p.

ARELLANO, Manuel; BOVER, Olympia. Another look at the instrumental variable estimation of error-components models. Journal of econometrics, v. 68, n. 1, p. 29-51, 1995.

AZZONI, Carlos R. Economic growth and regional income inequality in Brazil. The annals of regional science, v. 35, n. 1, p. 133-152, 2001.

BARRETO, Ricardo Candéa Sá; ALMEIDA, Eduardo. A contribuição da pesquisa para convergência e crescimento da renda agropecuária no Brasil. Revista de Economia e Sociologia Rural, v. 47, n. 3, p. 719-737, 2009.


BARRO, Robert J.; SALA-I-MARTIN, Xavier. Convergence across states and regions. Brookings Papers on Economic Activity, v. 1, n. 1991, p. 107-182, 1991.

______. Economic growth, 1995. McGraw Hill, New York, 1995.

BAUMOL, William J. Productivity growth, convergence, and welfare: what the long-run data show. The American Economic Review, p. 1072-1085, 1986.

BLEANEY, M. F.; FIGUEIRÊDO, L. de. Can the economic geography explain spatial inequality in Brazil. In: CONFERENCE ON SPATIAL INEQUALITY IN LATIN AMERICA. 2002.

BLUNDELL, Richard; BOND, Stephen. Initial conditions and moment restrictions in dynamic panel data models. Journal of econometrics, v. 87, n. 1, p. 115-143, 1998.

BUCCI, Alberto; LA TORRE, Davide. Population and economic growth with human and physical capital investments. International Review of Economics, v. 56, n. 1, p. 17-27, 2009.

CHEN, Jian; FLEISHER, Belton M. Regional income inequality and economic growth in China. Journal of comparative economics, v. 22, n. 2, p. 141-164, 1996.

DA SILVA, Ariane Danielle Baraúna; HIDALGO, Álvaro Barrantes. SOFISTICAÇÃO DA PRODUÇÃO: DETERMINANTES E IMPACTOS SOBRE O CRESCIMENTO ECONÔMICO DOS ESTADOS BRASILEIROS. In: Anais do XLIII Encontro Nacional de Economia [Proceedings of the 43rd Brazilian Economics Meeting]. ANPEC-Associaà § ã o Nacional dos Centros de Pós-Graduação em Economia [Brazilian Association of Graduate Programs in Economics], 2016.

ELHORST, J. Paul. Specification and estimation of spatial panel data models. International regional science review, v. 26, n. 3, p. 244-268, 2003.

FAJNZYLBER, Fernando. Industrialización en América Latina: de la caja negra" al" casillero vacío": comparación de patrones contemporáneos de industrialización". Cepal, 1990.

FELIPE, Jesus; KUMAR, Utsav; ABDON, Arnelyn. As you sow so shall you reap: from capabilities to opportunities. Levy Economics Institute, Working Papers Series, n. 613, 2010.

FERREIRA, Afonso Henriques Borges; DINIZ, Clélio Campolina. Convergência entre as rendas per capita estaduais no Brasil. Revista de Economia Política, v. 15, n. 4, p. 60, 1995.

FIGUEIRÊDO, Lízia; NORONHA, Kenya Valeria; ANDRADE, Mônica Viegas. Os impactos da saúde sobre o crescimento econômico na década de 90: uma análise para os estados brasileiros. Texto para discussão, n. 219, 2003. Disponível em:

GONDIM, João Luis Brasil; BARRETO, Flávio Ataliba; CARVALHO, José Raimundo. Condicionantes de clubes de convergência no Brasil. Estudos Econômicos (São Paulo), v. 37, n. 1, p. 71-100, 2007.

HARTMANN, Dominik et al. The structural constraints of income inequality in Latin America. Integration & Trade Journal, n. 40, p. 70-85, 2016.

______. Linking economic complexity, institutions, and income inequality. World Development, v. 93, p. 75-93, 2017.

HAUSMANN, Ricardo; HWANG, Jason; RODRIK, Dani. What you export matters. Journal of economic growth, v. 12, n. 1, p. 1-25, 2007.

HECKSCHER, Elin F. The effect of foreign trade theory of international trade. ELLIS, HS, 1919.

HIRSCHMAN, A. O. The strategy of economic development. Yale University Press, 1958.

HUBER, Stephan. Indicators of product sophistication and factor intensities: Measurement matters. Journal of Economic and Social Measurement, v. 42, n. 1, p. 27-65, 2017.

JACOBS, Jan PAM; LIGTHART, Jenny E.; VRIJBURG, Hendrik. Dynamic panel data models featuring endogenous interaction and spatially correlated errors. International Center for Public Policy (formerly the International Studies Program) Working Paper Series 0915, 2009.

JARREAU, Joachim; PONCET, Sandra. Export sophistication and economic growth: Evidence from China. Journal of development Economics, v. 97, n. 2, p. 281-292, 2012.

JÚNIOR, Ellery; DE GÓES, Roberto; FERREIRA, Pedro Cavalcanti. Convergência entre a renda per capita dos estados brasileiros. 1995.

KUKENOVA, M., and MONTEIRO, J. Spatial dynamic panel model and system GMM: A Monte Carlo investigation. IRENE Working Papers 09-01, 2008.

KUZNETS, Simon. Economic growth and income inequality. The American economic review, v. 45, n. 1, p. 1-28, 1955.

LEWIS, W. Arthur. Economic development with unlimited supplies of labour. The manchester school, v. 22, n. 2, p. 139-191, 1954.

MANKIW, N. Gregory; ROMER, David; WEIL, David N. A contribution to the empirics of economic growth. The quarterly journal of economics, v. 107, n. 2, p. 407-437, 1992.

MICHAELY, Michael, Trade, Income Levels, and Dependence, Vol. 8 of Studies in International Economics, Amsterdam: Elsevier Science Publishers, 1984

MINONDO, Asier. Exports' quality-adjusted productivity and economic growth. The Journal of International Trade & Economic Development, v. 19, n. 2, p. 257-287, 2010.

MONTENEGRO, Rosa Lívia Gonçalves et al. Efeitos do crescimento econômico sobre os estados brasileiros (1992-2006). Economia Aplicada, v. 18, n. 2, p. 215-241, 2014.

MYRDAL, G. Economic theory and under-developed regions. Duckworth, 1957

NAKABASHI, Luciano; FIGUEIRÊDO, Lízia. Capital humano e crescimento: impactos diretos e indiretos. Textos para discussão CEDEPLAR UFMG, n. 267, 2005.

NASSER, Bianca. Economia regional, desigualdade regional no Brasil e o estudo dos eixos nacionais de integração e desenvolvimento. Revista do BNDES, Rio de Janeiro, v. 7, n. 14, 2000.

NURKSE, R. Problemas da Formação de Capital em Países Subdesenvolvidos. Civilização Brasileira, 1957

OHLIN, Berth. Interregional And International Trade. Vol. 39. Harvard University Press.; Cambridge, 1952.

PERROUX, F. A economia do século XX. Herder, 1967

PONCET, Sandra; DE WALDEMAR, Felipe Starosta. Export upgrading and growth: the prerequisite of domestic embeddedness. World Development, v. 51, p. 104-118, 2013.

RICARDO, David. Princípios de Política Econômica e Taxação (1817). Os Economistas. São Paulo, Abril, 1983.

RODRIK, Dani. What's so special about China's exports?. China & World Economy, v. 14, n. 5, p. 1-19, 2006.

ROSENSTEIN-RODAN, Paul N. Problems of industrialisation of eastern and south-eastern Europe. The economic journal, v. 53, n. 210/211, p. 202-211, 1943.

SHEHATA, Emad AE; MICKAIEL, S. K. SPREGDPD: Spatial Panel Arellano-Bond Linear Dynamic Regression: Lag & Durbin Models. 2012.

SMITH, Adam. Uma investigação sobre a causa e a natureza da riqueza das nações. Os Economistas). São Paulo: Nova Cultural, 1983.

SOLOW, Robert M. A contribution to the theory of economic growth. The quarterly journal of economics, v. 70, n. 1, p. 65-94, 1956.

ZHENG, Xinye et al. Central government's infrastructure investment across Chinese regions: A dynamic spatial panel data approach. China Economic Review, v. 27, p. 264-276, 2013.

ZHU, Shujin; FU, Xiaolan. Drivers of export upgrading. World Development, v. 51, p. 221-233, 2013.

ZINI, A. Regional income convergence in Brazil and its socio-economic determinants. Economia Aplicada, v. 2, 1998