Estrutura familiar e padrões espaciais da escolha residencial

Main Article Content

Tatiana Ferrari
Antônio Miguel Vieira Monteiro
Pedro Vasconcelos Maia do Amaral

Resumo

A ocupação residencial das áreas urbanas ocorre de maneira heterogênea, em que se observam aglomerações de grupos similares em determinadas localizações. A estrutura familiar é apontada na literatura como um potencial fator para determinar a localização residencial. A hipótese é que as distintas estruturas familiares têm necessidades específicas de consumo de espaço e de acessibilidade, além do que a renda deve ser considerada de forma per capita na função de restrição. Para verificar essa hipótese, o presente trabalho busca explorar a localização espacial de diferentes estruturas familiares no município de São Paulo e observar uma possível relação entre a constituição familiar e os atributos construtivos. A metodologia deste estudo é baseada em análise exploratória de dados espaciais e método de análise de clusters. Os principais resultados encontrados evidenciam a existência de padrões de localização com base na estrutura familiar e a renda domiciliar per capita como um importante indutor da localização.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
FERRARI, T.; VIEIRA MONTEIRO, A. M.; VASCONCELOS MAIA DO AMARAL, P. Estrutura familiar e padrões espaciais da escolha residencial. Revista Brasileira de Estudos Regionais e Urbanos, v. 13, n. 3, p. 405-421, 5 mar. 2020.
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Tatiana Ferrari, Universidade Federal de Minas Gerais

Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional (CEDEPLAR) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

Antônio Miguel Vieira Monteiro, Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)

Laboratório de investigação em Sistemas Socioambientais (LiSS). Coordenação Geral de Observação da Terra (CGOBT). Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)

Pedro Vasconcelos Maia do Amaral, Universidade Federal de Minas Gerais

Professor Associado do Departamento de Ciências Econômicas da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)