Determinantes do Empreendedorismo Feminino no Brasil e Regiões

Autores

  • Samanda Silva da Rosa Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
  • Vivian dos Santos Queiroz Orellana Universidade Federal do Rio Grande
  • Gabrielito Rauter Menezes Universidade Federal de Pelotas

DOI:

https://doi.org/10.54766/rberu.v14i4.643

Palavras-chave:

Empreendedorismo Feminino, Probit, Brasil

Resumo

O objetivo deste trabalho é verificar os determinantes do empreendedorismo feminino no Brasil e em suas cinco regiões usando os microdados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) do ano de 2015. O maior desafio relacionado a esse tema ´e compreender quais são os fatores que levam a mulher a se tornar empreendedora ou não. O procedimento de tomada de decisão individual considera diferentes fatores, sendo alguns destes sociais, demográficos e regionais. A estratégia empírica adotada foi um modelo probit para a estimação da escolha ocupacional. Os resultados sugerem que a probabilidade de a mulher empreender aumenta para a raça branca, idade, anos de estudos iniciais, chefe do domicílio, idade dos filhos, imigrante de retorno e com o aumento das horas dedicadas aos afazeres domésticos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Samanda Silva da Rosa, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Possui graduação em Engenharia Agrícola pela Universidade Federal de Pelotas (2010), graduação em Ciências Econômicas pela Universidade Federal do Rio Grande (2015). Mestre em Economia Aplicada pela Universidade Federal do Rio Grande (2018). Atualmente, cursa doutorado em Economia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.Tem experiência na área de Economia, com ênfase em Economia do trabalho, Economia Regional, Empreendedorismo e Métodos Quantitativos.

Vivian dos Santos Queiroz Orellana, Universidade Federal do Rio Grande

Doutora em Economia Aplicada do Programa de Pós-Graduação em Economia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) com bolsa da CAPES no doutorado sanduíche na Universidade da Califórnia em Berkeley. Também executou pesquisas no Departamento de Economia na Universidade de Harvard. Atualmente é Professora Adjunta da Universidade Federal do Rio Grande (FURG) com experiência principalmente na área de Microeconomia Aplicada envolvendo temas como Economia do Trabalho, Educação, Saúde e Avaliação de Políticas Públicas.

Gabrielito Rauter Menezes, Universidade Federal de Pelotas

Doutor em Economia Aplicada pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2015). Atualmente é Professor Adjunto da Universidade Federal de Pelotas e Coordenador do LabReg (Laboratório de Economia Regional). Tem experiência nas áreas de Economia Regional, Empreendedorismo e Métodos Quantitativos.

Downloads

Publicado

2020-10-21

Como Citar

ROSA, S. S. da .; ORELLANA, V. dos S. Q. .; MENEZES, G. R. . Determinantes do Empreendedorismo Feminino no Brasil e Regiões. Revista Brasileira de Estudos Regionais e Urbanos, [S. l.], v. 14, n. 4, p. 690–713, 2020. DOI: 10.54766/rberu.v14i4.643. Disponível em: https://revistaaber.org.br/rberu/article/view/643. Acesso em: 3 jul. 2022.
Share |