Acessibilidade ao Emprego e Produtividade na Região Metropolitana de São Paulo

Autores

  • Leandro Batista Duarte Universidade Estadual de Feira de Santana
  • Andrews Augusto Diniz Barros Universidade Federal de Pernambuco

DOI:

https://doi.org/10.54766/rberu.v15i4.900

Palavras-chave:

Mismatch Espacial, Acessibilidade, Salários

Resumo

A hipótese do mismatch espacial entre trabalhadores e oportunidades de trabalho identifica vários mecanismos através dos quais o acesso físico restrito aos empregos pode resultar em resultados insatisfatórios no mercado de trabalho. Dessa forma, este estudo tem como objetivo analisar a relação entre acessibilidade ao emprego e salários no mercado de trabalho da Região Metropolitana de São Paulo. Como existem problemas de endogeneidade entre a localização residencial e a mensuração de oportunidades de trabalho, o estudo fez uso de uma subamostra (jovens adultos que moram com os pais) como forma de amenizar os problemas de endogeneidade. O artigo utilizou dois bancos de dados: o Censo e a RAIS. Os principais resultados encontrados mostram que há uma relação entre duas medidas diferentes de acessibilidade aos empregos e salários, ou seja, o aumento do acesso físico ao CBD e subcentros aumenta a produtividade do trabalhador na RMSP.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2022-09-26

Como Citar

BATISTA DUARTE, L.; DINIZ BARROS, A. A. Acessibilidade ao Emprego e Produtividade na Região Metropolitana de São Paulo. Revista Brasileira de Estudos Regionais e Urbanos, [S. l.], v. 15, n. 4, p. 536–557, 2022. DOI: 10.54766/rberu.v15i4.900. Disponível em: https://revistaaber.org.br/rberu/article/view/900. Acesso em: 5 dez. 2022.
Share |