ANÁLISE DA INTEGRAÇÃO DO BRASIL- UNIÃO EUROPEIA-BRICS ATRAVÉS DE UM MODELO DE EQUILÍBRIO GERAL

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Jaqueline Castegnaro Schunke
André Filipe Zago de Azevedo

Resumo

Este artigo tem como objetivo avaliar os impactos da integração econômica entre Brasil e União Europeia e Brasil e BRICS sobre os setores da economia agregados por intensidade tecnológica, com destaque para o setor de tabaco e bebidas, no período de 1991-2011. Para a análise, utilizou-se o modelo de equilíbrio geral computável, baseado nos dados da versão 6 do Global Trade Analysis Project (GTAP). Os resultados demonstraram que ambos os cenários apresentam resultados similares, gerando um aumento da produção e das exportações dos produtos primários do Brasil, resultando em uma melhoria dos termos de troca e um aumento de bem-estar do País, mas proporcionando uma redução da produção dos produtos com maior intensidade tecnológica. No setor de tabaco e bebidas, há um aumento da exportação em ambos os cenários, com destaque para os BRICS, que só ficaram atrás do desempenho dos produtos primários e de média-alta intensidade tecnológica. Esse resultado é similar ao encontrado por outros estudos, que também identificaram um aumento expressivo das exportações brasileiras de tabaco e bebidas para os países do BRICS, a partir de um processo de integração entre eles.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
SCHUNKE, J. C.; AZEVEDO, A. F. Z. DE. ANÁLISE DA INTEGRAÇÃO DO BRASIL- UNIÃO EUROPEIA-BRICS ATRAVÉS DE UM MODELO DE EQUILÍBRIO GERAL. Revista Brasileira de Estudos Regionais e Urbanos, v. 10, n. 1, p. 1-20, 16 set. 2016.
Seção
Artigos
Biografia do Autor

André Filipe Zago de Azevedo, Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS)

Professor do PPG em Economia da UNISINOS e pesquisador PQ CNPq