ALTERNATIVAS PARA O BRASIL AO MERCOSUL: UMA AVALIAÇÃO POR MEIO DE UM MODELO DE EQUILÍBRIO GERAL COMPUTÁVEL

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Sheila Beatriz Bonne
André Filipe Zago de Azevedo
Paulo Ricardo Feistel

Resumo

O processo de integração do Mercosul sofreu uma série de revezes nos últimos anos, o que o impede de avançar além do estágio de uma zona de livre comércio incompleta. Este estudo tem como objetivo analisar os efeitos sobre o comércio internacional e o bem-estar de três cenários que buscam uma nova estratégia comercial para o Brasil, considerando: (i) transformação do Mercosul em uma zona de livre comércio; (ii) formação de uma área de livre comércio da América do Sul; e (iii) criação de uma área de livre comércio das Américas. O estudo utiliza o modelo de equilíbrio geral computável Global Trade Analysis Project (GTAP), em sua versão 9 da base de dados. Os resultados sinalizam que os ganhos para o Brasil, tanto de comércio internacional como de bem-estar, são obtidos nos cenários em que ocorre uma abertura preferencial tanto entre os países da América do Sul como entre as Américas. No entanto, o Brasil se beneficiou mais com o acordo preferencial de comércio entre todos os países da América do Sul, em que obteve os maiores ganhos de bem-estar (USD 533 milhões).

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
BONNE, S. B.; AZEVEDO, A. F. Z. DE; FEISTEL, P. R. ALTERNATIVAS PARA O BRASIL AO MERCOSUL: UMA AVALIAÇÃO POR MEIO DE UM MODELO DE EQUILÍBRIO GERAL COMPUTÁVEL. Revista Brasileira de Estudos Regionais e Urbanos, v. 12, n. 3, p. 337-363, 8 jan. 2019.
Seção
Artigos