QUALIDADE INSTITUCIONAL E DESEMPENHO ECONÔMICO: ANÁLISE EMPÍRICA DOS MUNICÍPIOS BRASILEIROS, 2010

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Adrielli Santos de Santana
Ricardo Candéa Sá Barreto

Resumo

O presente artigo testa a hipótese de que qualidade institucional exerce um efeito positivo sobre a distribuição da renda per capita. Metodologicamente, dentro desse objetivo, foram propostas, especificadamente, a mensuração do Indicador de Qualidade Institucional dos Municípios brasileiros (IQIM) em 2010, utilizado dentro do modelo econométrico de equações simultâneas como proxy para a qualidade institucional a fim de estimar o efeito supracitado. A construção dessa variável permitiu, ainda, verificar os diferenciais no comportamento do IQIM dos anos 2000, já existentes, e 2010. Os resultados apontam que, no nível agregado, a qualidade institucional exerce um efeito positivo sobre o desempenho econômico. Por fim, o estudo analisa as desigualdades socioeconômicas entre os municípios através de uma perspectiva institucionalista fundamentada nos resultados desse indicador.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
SANTANA, A. S. DE; BARRETO, R. C. S. QUALIDADE INSTITUCIONAL E DESEMPENHO ECONÔMICO: ANÁLISE EMPÍRICA DOS MUNICÍPIOS BRASILEIROS, 2010. Revista Brasileira de Estudos Regionais e Urbanos, v. 10, n. 2, p. 253-271, 16 dez. 2016.
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Adrielli Santos de Santana, Universidade Estadual de Santa Cruz - UESC

Mestranda em Economia Regional e Políticas Públicas pela Universidade Estatual de Santa Cruz (UESC) e Bacharela em Ciências Econômicas pela mesma instituição.

Ricardo Candéa Sá Barreto, Companhia de Água e Esgoto do Ceará -CAGECE

Analista de Gestão da Diretoria Jurídica da CAGECE e Doutor em Economia Aplicada (UFV); Mestre em Economia Rural e Bacharel em Economia pela UFCE