EXPORTAÇÕES MUNDIAIS DE MILHO: UM ESTUDO DA COMPETITIVIDADE E DO GRAU DE CONCENTRAÇÃO DO BRASIL E DOS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA (EUA) NO PERÍODO 2000/2014

Ryan Felipe Dilly, Angélica Massuquetti, Guilherme da Silva Freitas, Jean de Jesus Fernandes

Resumo


O objetivo deste estudo é analisar a competitividade das exportações brasileiras no mercado mundial de milho, em 2000 e 2014, em comparação ao maior produtor e exportador mundial, os Estados Unidos da América (EUA), e o grau de concentração das exportações desses países. A metodologia empregada baseou-se no Índice de Vantagem Comparativa Revelada (IVCR) e na Razão de Concentração (CR). Os resultados revelaram que o Brasil apresentou vantagens comparativas para milho para semeadura, em 2000, e para milho, exceto para semeadura, em 2014. Já os EUA apresentaram vantagens para ambos os produtos e nos dois períodos de análise. Em relação à CR, o Brasil revelou desconcentração das exportações em ambos os produtos e, para os EUA, por sua vez, houve aumento de concentração das exportações dos produtos e maior dispersão geográfica em suas exportações. Por fim, apesar da supremacia mundial dos EUA na produção e na exportação de milho, o Brasil apresenta potencial para se manter como um dos maiores exportadores mundiais desta commodity.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN (impresso): 1981-3953

ISSN (eletrônico): 2447-7990


A Revista Brasileira de Estudos Regionais e Urbanos (RBERU) encontra-se em processo de ajuste para atender todos os requisitos da Scielo para indexação.

 

Indexadores & Repositórios:

        

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia