A INDÚSTRIA CAPIXABA PÓS-1990: UM OLHAR CRÍTICO A PARTIR DO “POLÍGONO”

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Savio Bertochi Cacador

Resumo

Este artigo analisa a performance da indústria do Espírito Santo no
período pós-1990 à luz das contribuições de Diniz (1993, 2000, 2002) sobre o processo de desconcentração industrial da Região Metropolitana de São Paulo, que em grande parte migrou para uma região que vai da região central de Minas Gerais até a região nordeste do Rio Grande do Sul, chamada por ele de polígono. São comparadas as características marcantes da região do polígono que justificaram a atração das indústrias de São Paulo com os fatores de atratividade do Espírito Santo, numa tentativa de justificar porque tais indústrias se destinaram ao polígono e não a este estado. A justificativa apresentada é que a fragilidade da indústria local em termos de ciência, tecnologia e inovação, reflexo, dentre outras coisas, da baixa qualificação da mão-de-obra, representa um entrave importante a vinda dessas indústrias competitivas de São Paulo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
CACADOR, S. B. A INDÚSTRIA CAPIXABA PÓS-1990: UM OLHAR CRÍTICO A PARTIR DO “POLÍGONO”. Revista Brasileira de Estudos Regionais e Urbanos, v. 2, n. 2, 6 fev. 2015.
Seção
Artigos