A INDÚSTRIA CAPIXABA PÓS-1990: UM OLHAR CRÍTICO A PARTIR DO “POLÍGONO”

Savio Bertochi Cacador

Resumo


Este artigo analisa a performance da indústria do Espírito Santo no
período pós-1990 à luz das contribuições de Diniz (1993, 2000, 2002) sobre o processo de desconcentração industrial da Região Metropolitana de São Paulo, que em grande parte migrou para uma região que vai da região central de Minas Gerais até a região nordeste do Rio Grande do Sul, chamada por ele de polígono. São comparadas as características marcantes da região do polígono que justificaram a atração das indústrias de São Paulo com os fatores de atratividade do Espírito Santo, numa tentativa de justificar porque tais indústrias se destinaram ao polígono e não a este estado. A justificativa apresentada é que a fragilidade da indústria local em termos de ciência, tecnologia e inovação, reflexo, dentre outras coisas, da baixa qualificação da mão-de-obra, representa um entrave importante a vinda dessas indústrias competitivas de São Paulo.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 1981-3953 & 2447-7990


A Revista Brasileira de Estudos Regionais e Urbanos (RBERU) encontra-se em processo de ajuste para atender todos os requisitos da Scielo para indexação.

 

Indexadores & Repositórios:

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia