ANÁLISE DA DURAÇÃO DO DESEMPREGO PARA OS PROVEDORES DAS FAMÍLIAS: UMA INVESTIGAÇÃO COM FOCO NAS REGIÕES METROPOLITANAS BRASILEIRAS (2002-2015)

Clauber Eduardo Marchezan Scherer, Danyella Juliana Martins de Brito, Cassiano Ricardo Dalberto, Ana Maria Hermeto Camilo de Oliveira

Resumo


A partir dos microdados da Pesquisa Mensal do Emprego (PME), entre março de 2002 e dezembro de 2015, investiga-se de que forma o perfil dos chefes de família que buscam emprego impacta nas suas chances de alocação no mercado de trabalho. Para isso, são utilizados modelos de duração, que, como principal vantagem, levam em conta na probabilidade de transição, além das características individuais, o tempo decorrido de desemprego. A fim de identificar disparidades regionais no mercado de trabalho, a investigação é conduzida com foco nas principais regiões metropolitanas do país. Da análise, observou-se que diferenças regionais nas chances de alocação se mantêm mesmo depois de controladas características individuais. Além disso, foi possível captar um efeito cíclico da economia brasileira, a qual de 2002 a 2011 mostrou melhoras nas chances de alocação, para então apresentar uma reversão, evidenciando fragilidades do seu mercado de trabalho.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 1981-3953 & 2447-7990


A Revista Brasileira de Estudos Regionais e Urbanos (RBERU) encontra-se em processo de ajuste para atender todos os requisitos da Scielo para indexação.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia