A NOVA CLASSE MÉDIA: ALTERAÇÕES DE CONSUMO E SEUS EFEITOS REGIONAIS

Main Article Content

Arthur Simão Pereira da Silva
Clauber Eduardo Marchezan Scherer
Alexandre Porsse

Resumo

A partir de dados das Pesquisas de Orçamentos Familiares (POF) de 2002-03 e 2008-09, pretende-se mensurar as alterações na composição do consumo por classe de renda no Brasil. Os resultados mostram um crescimento homogêneo e expressivo na participação da classe C no consumo na maioria dos setores de atividade e em todas as cinco macro-regiões. Em seguida, com o auxílio de uma Matriz Insumo-Produto Inter-Regional (2004), verificam-se quais as regiões e setores que estão sendo beneficiados pela ascensão de renda da classe C. Os resultados a nível nacional mostram que a ascensão dessa classe no período analisado entre 2002 e 2008, tem impacto maior nos setores de Serviços Privados, Produtos Alimentícios, Químicos e Farmacêuticos e Agropecuária. A nível regional, o destaque é para as regiões Sudeste e Centro-Oeste, onde os ganhos de participação na renda gerada são maiores, em pontos percentuais.  Em termos absolutos, o Sudeste é expressivamente o maior destino dos vazamentos da renda decorrentes da alteração da composição no consumo das famílias da classe C.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Article Details

Como Citar
SILVA, A. S. P. DA; SCHERER, C. E. M.; PORSSE, A. A NOVA CLASSE MÉDIA: ALTERAÇÕES DE CONSUMO E SEUS EFEITOS REGIONAIS. Revista Brasileira de Estudos Regionais e Urbanos, v. 6, n. 1, p. 1-15, 22 ago. 2015.
Seção
Artigos