AGLOMERAÇÕES GEOGRÁFICAS E SISTEMAS PRODUTIVOS LOCAIS: UMA ANÁLISE PARA O ARRANJO PRODUTIVO DE INFORMÁTICA DE RECIFE

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Roberta de Moraes Rocha
Andre Matos Magalhaes
Jose Lamartine Tavora Junior

Resumo

A pesquisa objetivou realizar uma configuração do Arranjo Produtivo de Informática da cidade do Recife. Dessa forma, é feito um exame da distribuição espacial dos serviços de informática, por Região e Estado, do país, para efeito de comparação. Em adição, foi realizada uma pesquisa de campo, a qual deu subsídios para uma real configuração do APL de informática da RM do Recife. A análise da distribuição geográfica das atividades do setor em estudo baseia-se em índices de concentração e especialização – no Quociente Locacional e em um índice de Concentração (ICn) proposto por Crocco et. al. (2003). Os principais resultados indicam que, apesar do Estado de Pernambuco não está entre os cinco principais pólos de informática do país, entre os Estados do Nordeste, ele e o Estado da Bahia, representam um peso expressivo, em termos de geração de emprego e renda. Quanto às características locais do APL, as empresas de informática do Estado contam com uma importante fonte de economia de aglomeração, a infra-estrutura física e educacional que existe da capital do estado, fatores esses que o destaca entre os demais Estados do Nordeste. Entretanto, constatou-se um baixo nível de  integração/cooperação entre os agentes locais, uma estrutura de financiamento voltadas as MPEs pouco desenvolvidas, e baixa inserção
das empresas no mercado externo ao APL.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
ROCHA, R. DE M.; MAGALHAES, A. M.; JUNIOR, J. L. T. AGLOMERAÇÕES GEOGRÁFICAS E SISTEMAS PRODUTIVOS LOCAIS: UMA ANÁLISE PARA O ARRANJO PRODUTIVO DE INFORMÁTICA DE RECIFE. Revista Brasileira de Estudos Regionais e Urbanos, v. 3, n. 2, 6 fev. 2015.
Seção
Artigos