CRESCIMENTO ECONÔMICO E DESIGUALDADE DE RENDA NO BRASIL: UMA ANÁLISE DE CAUSALIDADE DE GRANGER COM DADOS EM PAINEL

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Daniel Koshiyama
Adelar Fochezatto

Resumo

A relação entre crescimento econômico e desigualdade de renda tem sido objeto de grande controvérsia na literatura. Com o intuito de subsidiar a discussão sobre o tema, o presente artigo investiga a existência de causalidade de Granger entre estas duas variáveis. Para isso, aplica-se o teste de não-causalidade de Granger para um painel de dados de 25 estados brasileiros mais o Distrito Federal, no período de 1986-2004. Os resultados mostram que existe uma relação de causalidade unidirecional que vai da desigualdade de renda para o crescimento econômico. No que se refere ao sentido (direto ou inverso) do impacto da desigualdade sobre o crescimento, de um modo geral, os resultados obtidos, sugerem que no curto prazo a desigualdade afeta negativamente o crescimento. Mas quando se contempla um horizonte de tempo mais longo, esta relação se torna ambígua.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
KOSHIYAMA, D.; FOCHEZATTO, A. CRESCIMENTO ECONÔMICO E DESIGUALDADE DE RENDA NO BRASIL: UMA ANÁLISE DE CAUSALIDADE DE GRANGER COM DADOS EM PAINEL. Revista Brasileira de Estudos Regionais e Urbanos, v. 6, n. 2, p. 36-47, 6 out. 2015.
Seção
Artigos