EFICIÊNCIA NA EDUCAÇÃO: UMA ANÁLISE POR ESCOLA NO RIO GRANDE DO SUL UTILIZANDO O MÉTODO DEA EM DOIS ESTÁGIOS

Gustavo Saraiva Frio, Adelar Fochezatto, Lívia Madeira Triaca, Eduardo Schirmer Finn, Jacó Braatz

Resumo


A educação é considerada uma variável chave para explicar o crescimento econômico de países e regiões. Dada a sua relevância para a sociedade, os governos têm destinado parcelas significativas de recursos públicos a essa função. No entanto, os recursos públicos são limitados e devem atender a outras áreas, como a saúde e a segurança. Por isso, é fundamental que se avalie a eficiência desses gastos em termos dos resultados que se esperam deles. O objetivo deste trabalho é avaliar a eficiência técnica relativa das escolas públicas de ensino básico do Rio Grande do Sul. Para isto, é aplicado o método DEA em dois estágios proposto por Simar e Wilson (2007). No primeiro estágio, são definidos os escores de eficiência de forma não paramétrica e, no segundo, são identificados os determinantes da eficiência através de um modelo de regressão truncada. Os resultados revelam que há um número relativamente pequeno de escolas eficientes e que a desigualdade de renda do município é um determinante negativo da eficiência escolar.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 1981-3953 & 2447-7990


A Revista Brasileira de Estudos Regionais e Urbanos (RBERU) encontra-se em processo de ajuste para atender todos os requisitos da Scielo para indexação.

 

Indexadores & Repositórios:

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia