ESTRUTURA PRODUTIVA DE PORTO ALEGRE/RS: ESTIMATIVA DOS MULTIPLICADORES DE PRODUÇÃO, EMPREGO E RENDIMENTOS PARA 2008

Karla Cristina Tyskowski Teodoro Rodrigues, Umberto Antonio Sesso Filho, Paulo Rogério Alves Brene, Marcia Regina Gabardo Câmara

Resumo


O objetivo do artigo é estimar os multiplicadores de produção, emprego e rendimento e seus transbordamentos, para ano de 2008, a partir do sistema inter-regional de insumo-produto para as regiões Porto Alegre - Restante do Rio Grande do Sul - Restante do Brasil. Utiliza-se a ferramenta insumo-produto, com cada região estruturada em 18 setores para calcular os multiplicadores de emprego, rendimentos e produção e os índices de ligações intersetoriais. A metodologia utilizada é pautada em quatro pontos básicos: a teoria de Leontief (1988), a estimativa da matriz nacional de Guilhoto e Sesso Filho (2005), o modelo de Isard (1951) e o vetor de produção utilizado em Brene (2013) para calcular o quociente locacional. Os setores que tiveram destaque foram administração pública; têxtil, vestuário, calçados; metalurgia e Serviços Privados. A partir da análise dos resultados da matriz insumo-produto municipal, os setores que apresentam maior transbordamento fora de Porto Alegre foram os produtos alimentícios; têxtil, vestuário, calçados; indústrias diversas e indústria química e farmacêutica.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN (impresso): 1981-3953

ISSN (eletrônico): 2447-7990


A Revista Brasileira de Estudos Regionais e Urbanos (RBERU) encontra-se em processo de ajuste para atender todos os requisitos da Scielo para indexação.

 

Indexadores & Repositórios:

        

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia